Terapia da Fala

Principais áreas de intervenção da Terapia da Fala

Sumariamente, os Terapeutas da Fala ajudam crianças e adultos nas seguintes situações:

  • Perturbações da articulação verbal (e.g. dificuldade em articular um ou mais sons da fala);
  • Perturbações da linguagem (e.g. dificuldade em expressar-se, quer através da fala, quer através de outro meio; dificuldade em compreender mensagens faladas, escritas ou não-verbais);
  • Dificuldades durante a alimentação (e.g. alterações na mastigação e deglutição; adequação da sensibilidade oral);
  • Disfluência (alterações da fluência do discurso);
  • Perturbações da Voz (e.g. nódulos vocais, parésia da prega vocal)
  • Alteração da estrutura ou função da musculatura orofacial (e.g. parésia facial, questões estéticas);
  • Preparação para apresentações publicas orais dirigido a profissionais da voz (e.g. políticos, locutores, professores, etc.)

Condições patológicas que mais frequentemente levam à procura de um Terapeuta da Fala

  • Acidente Vascular Cerebral;
  • Traumatismo Cranioencefálico;
  • Doenças Neurodegenerativas: Doença de Parkinson, Esclerose Lateral Amiotrófica, Esclerose Múltipla, Coreia de Huntington, entre outras;
  • Cancro de Cabeça e Pescoço (cavidade oral, faringe, laringe);
  • Perda auditiva;
  • Demência;
  • Fenda do Palato;
  • Dificuldades de Aprendizagem;
  • Dislexia;
  • Síndromes;
  • Paralisia Cerebral;
  • Perturbações do Espectro do Autismo;
 

Sabe o que faz um Terapeuta da Fala? Saiba mais aqui.